Para entender os Parklets

noticia-parklets-01

Cidades grandes sofrem por carência de espaços públicos para recreação. Parques e praças em áreas centrais são cada vez mais escassos e inviáveis (são caros). Ao mesmo tempo, encontrar espaços para descansar, principalmente em centros comerciais, é impossível.

A prefeitura da cidade de São Paulo começou a entender a rua como primeiro espaço público e a dinâmica da relação entre a cidade e as pessoas. Inspirados por uma iniciativa que acontece desde 2005 em São Francisco absorveu a ideia de extensões temporárias transformar ruas em calçadas com espaços de convívio público e paisagem urbana, denominados Parklets.

Nesses espaços duas vagas de estacionamento recebem uma plataforma móvel equipada por bancos, mesas, guarda-sóis, aparelhos de exercícios físicos ou elementos com função de recreação ou manifestações artísticas.

A instalação de um Parklet pode vir da iniciativa pública ou da sugestão de pessoas físicas ou jurídicas, nesses casos basta ler o manual de implementação disponibilizado nesse link e realizar a solicitação junto à subprefeitura da região.

Por mais que não seja a solução dos problemas urbanos, os Parklets encaram São Paulo diante da sua realidade. Os espaços que também podem ser propostos em áreas residenciais são uma maneira de refletir como usufruir e conviver com as pessoas.

noticia-parklets-02Reprodução: Update Or Die

Anúncios